segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Cambios


...Cambios en la vida...

Conversaciones puedem evitar la infelicidad del mundo contemporáneo.

Penso en ti

A veces...

A veces, no...

Por supuesto, siempre... siempre pienso en ti...

Besos...sueños...palabras en su oído

Y cuando yo pienso en ti 

todos mi versos hablan del amor.

(Vulgo Elemento)






Tierra


quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Envejecimiento

... soy una marca en su tiempo ....

... dolores y temblores...

... mis raíces tiene ojos azules...

con 96 años

... hoy me di cuenta que mis ojos están cambiando de color.

(Vulgo Elemento)

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Mi amigo, Anderson

Chile és parte de ti, amigo...
Su arte, su andar y sus pensamientos
Constituyen una totalidad.

La verdad, su reflexiones son viajes que revelan misterios,
...siempre hay algo nuevo dentro de ti, siempre...

Abrazos

Vulgo Elemento

Sólo el techo


Cafe amargo y baño dulce

El azúcar és importante en cualquier situación

(Vulgo Elemento)

Comunidad de los poetas vivos


Nuestras vidas,
Nuestros vicios, 
Nuestras familias,
Nuestra verdad.

Nuestras refranes,
Nuestros caminos,
Nuestras filosofias,
Nuestra comunidad...

... Comunidad de los poetas vivos

(Vulgo Elemento)

domingo, 9 de dezembro de 2012

domingo, 25 de novembro de 2012

sábado, 17 de novembro de 2012

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Luchar

Yo, verdaderamente, solo puedo luchar por lo que amo,
Yo amo la vida,
Me encanta la lucha por la vida.

Nosotros, guerreros, sabemos muy bien la arte de luchar.

(Vulgo Elemento)

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

domingo, 21 de outubro de 2012

Sentimiento del hombre sencillo

Sentimiento que se produce es el  nacimiento de las almas.

Yo soy vida...

Mis sentimientos son materiales.

Guardalos...

Guardalos sin esposas.

(Vulgo Elemento)




sábado, 20 de outubro de 2012

Desiertos

Desiertos son calientes,
Desiertos son frios...

Son vacíos
y
Son lleno.

Desiertos son y no son desiertos...

(Vulgo Elemento)


segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Mi cuerpo

Mi cuerpo pide tu cuerpo...
Un rato...
con música y flores...
con besos 
y
 besos.

(Vulgo Elemento)

Proverbios personales

"El amor es lo que sostiene al mundo, el
futuro nuestra propia capacidad de amar."

(Armando de Magdalena)

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

FOTOS DA DEFESA: ESPELHO DOS INVISÍVEIS...


"A sensação é a mesma de um guerreiro que termina um combate 
e que limpa a sua arma para o dia seguinte..."

 




  









domingo, 30 de setembro de 2012

A gente muda

A gente muda... muda sim!

Valores e outras coisas...

A gente muda... com e junto com o tempo!

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

ETICAMENTE

A falta de ética é uma das causas do sofrimento humano e da banalização da violência. Um preso me disse uma vez:

- "(...) até na guerra é preciso ter dignidade. Se eu mato, há dignidade. Se eu torturo antes de matar, já não há."

Então eu penso que não vivemos numa guerra moral, e sim, num estágio inferior, infelizmente. Ser bom, caros amigos, não é  o mesmo de fazer o bem. Os valores mudam como as nuvens. 

Há dias que as nuvens não aparecem.

Desculpem-me por esta notícia.

(Vulgo Elemento)

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

sábado, 22 de setembro de 2012

"Segure a minha mão"

Segure a minha mão quando o nosso filho estiver nascendo...
Sopre o meu rosto...
Fale para eu ficar calma...
Por favor...

sábado, 8 de setembro de 2012

VI

A noite pedia  algo que somente o dia poderia oferecer. 
Fiz de conta que eu era o dia...

Passos, calçadas, metrô, baldeações, Paulista.

Estive num lugar  que marcou a minha simples vida,
Na verdade, foi a minha vida que marcou o lugar.

Flores, luzes, bancos, ventos, aromas...

Andei  entre as esculturas de Adina Worcman e de Lígia de Sá.
Senti o cheiro daquela substância escura e quente,
(reservo-me ao direito de não escrevê-la)

Vi a manifestação artística de quem nasceu aqui 
e de quem veio do outro lado do oceano.

Vi vários grupos, 
Vi pessoas tristes vestidas de uma  falsa alegria.




Nascimento

"Cada um nasce no seu mundo, no nosso mundo, no mundo. 
Quem nasce sempre traz uma notícia."

(Antônio)

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

CONSULTA MÉDICA

....

Médico: Você tem que parar de tomar café. 

Eu: Não consigo!

Médico: Mas a sua vida está em risco.

Eu: Quanto custa um caixão, doutor?!

domingo, 26 de agosto de 2012

AMOR E MEDO

ESTOU TE AMANDO E NÃO PERCEBO,
PORQUE, CERTO, TENHO MEDO.
ESTOU DE AMANDO, SIM, CONCEDO,
MAS TE AMANDO TANTO
QUE NEM A MIM MESMO
REVELO ESTE SEGREDO.

(AFFONSO ROMANO DE SANT'ANNA)

sábado, 18 de agosto de 2012

CoNsIgO sEnTiR


CONSIGO SENTIR OS SENTIMENTOS DAS PESSOAS

SINTO O QUE AS PESSOAS SENTEM 

COMO SE ELAS ESTIVESSEM DENTRO DE MIM

COMO SE O MEU CORPO COMPORTASSE DUAS ALMAS...


(VULGO ELEMENTO)

SENTIMENTOS


"OS SENTIMENTOS FAZEM CURVAS DENTRO DE MIM:

NÃO SOMENTE DENTRO DO PEITO, 

MAS TAMBÉM NA SOLA DO PÉ."

(VULGO ELEMENTO)

domingo, 12 de agosto de 2012

I'm Crazy


I do silence only for you...
The sound of TV is the silence...
The noise of the street too...

I'm Crazy... For speak the true: 
I also want sleep!

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

domingo, 5 de agosto de 2012

'Minha religião é o amor!'

Passei pela Av. São João nessa manhã, como é de praxe.

Lá estava Antunes com uma placa escrita assim:

'Minha religião é o amor!'

sábado, 4 de agosto de 2012

Caras

Cara de brava
Cara de dengo
Cara de sono
Cara de medo
Cara de coragem

Cara de saudade
Cara de felicidade

As coisas simples

Gosto das coisas simples por causa da riqueza de suas simplicidades.

Gosto de café e do vapor que sai do café.

O simples não é o básico. 

Na verdade, o simples nem é o simples...


"A vida é quente por dentro."

 (Vulgo Elemento)

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

"Você é livre para fazer escolhas, mas é prisioneiro das consequências" 

(Pablo Neruda)

quinta-feira, 26 de julho de 2012

O amor e os seus sabores

"O amor é doce quando nasce e amargo quando termina, 
ou quando vai embora.
O amor, quando machuca, tem gosto de morte."


(Maria)

sábado, 14 de julho de 2012

Hã?

Parede, porta, janela e pia.


O carteiro tá de greve e a criança dorme no chão da sala.

A molecada


A molecada aqui do bairro não para de crescer...

Antes, ter um Fiat 147 ou um Chevette rebaixado era tudo.
Hoje, ter um novo Gol ou um novo Uno completo não é nada.

A molecada cresce diferente do meu tempo...

'Meu tempo!' Sempre quis falar assim.




quinta-feira, 12 de julho de 2012

Vem pro colo



"Vem pro colo antes que ele se desfaça,

Antes que o tempo passe como um passo de mágica,

Antes que a noite acorde com o chegar do dia...


segunda-feira, 25 de junho de 2012

Uma xícara de carinho


O café pode até tirar o sono,
Mas o carinho faz adormecer.

Por isso, tomem antes de dormir uma xícara de carinho bem doce!

"Espírito fraco, corpo doente."

AS ROSAS


A minha vizinha chama Rosa,
A minha blusa é cor de rosa,
O tempo está rosa, (acho que vai chover)
Da janela vejo um Fusca rosa,
Ouço Like a rose.

Resolvi falar de rosa sem mencionar as flores, tudo bem?!

terça-feira, 5 de junho de 2012

Corrupção Interna

Hoje é o dia mais triste da minha vida...
Hoje a chuva faz cachoeira em meus olhos...
Hoje o vento se transforma em gelo quando toca a minha face.

"Maria, você tá bem?"

- Sim, estou bem. Estou bem para a maldade e para plantar amarguras.

Eu sou fugitiva da verdade e daquilo que carrego dentro de mim: meu coração.

Meu coração não é político, mas é corrupto.
(E quem disse que apenas os políticos podem agir pela via da corrupção?)

                                                                                                     (Maria)

domingo, 3 de junho de 2012

Caminho




Sentados no fim do caminho que, na verdade, não é o fim, só parece.

Acompanhados de duas taças, de uma garrafa de vinho tinto,
de um vaso com flores, de um pouco de poesia e
de palavras que avivam a alma.

Olhos fechados, palavras nos ouvidos.

sábado, 2 de junho de 2012

AMOR DE ANTUNES (parte 2)

To amando demais, Vulgo.

Encontrei na rua o meu amor de rua.

Fazemos loucuras... curas...


"A LAS PALABRAS DE AMOR LES SIENTA BIEN SU POQUITO DE EXAGERACIÓN"

                                                                                                                    (Antônio Machado)

AS ESQUINAS

As esquinas estão vazias de pessoas cheias de vazios...

Vazios que ocupam espaços...

(Nem todo mundo é de aço)




quarta-feira, 16 de maio de 2012

ESTUDO DE CASO


CONSTELAÇÃO DE IDEIAS - UM ANO DE 'VIDA'

Um salve a todos guerreiros e guerreiras...

Compartilho com vocês esse álbum comemorativo de um ano do meu livro Constelação de Ideias. 

Agradeço a cada parceiro e parceira, amigos, professores, rappers, poetas e poetizas. Enfim, todos aqueles que


fizeram parte desse projeto e que me ajudaram nessa correria literária.

(Eu poderia escrever outro livro narrando essa riquíssima experiência.)

Foi um enorme prazer ter lançado o livro na:

01 – Semana do Assistente Social na PUC MG, em Contagem – 16/05/11

02 – Feira-Livre Origens Hip Hop na Ação Educativa, em São Paulo/SP – 02/06/11

03 – Sarau Suburbano Convicto na Livraria Suburbano Convicto, em São Paulo/SP – 27/06/11

04 – Feira-Livre Origens Hip Hop na Ação Educativa, em São Paulo/SP – 07/07/11

05 – Livraria Nandyala - Sarau Afro-literário, em Belo Horizonte/MG – 08/07/11

06 – Festival de Cultura Independente de Contagem, em Contagem/MG – 16/07/11
http://www.youtube.com/watch?v=k_Bud_fC7J8&feature=share

07 – Seminário Cultura em Debate, em Contagem/MG – 30/07/11

08 – Centro de Atendimento ao Adolescente (CEAD), Belo Horizonte/MG – 03/08/11

09 – Duelo de MC’s, em Belo Horizonte/MG 05/08/11

10 – Projeto Roda de Conversa – Coordenadoria da Igualdade Racial, em Betim/MG – 27/09/11

11 – Sarau das Ostras, em Praia Grande/SP – 11/09/11

12 – Centro de Internação Provisória Dom Bosco (CEIP), em Belo Horizonte/MG – 23/09/11

13 – Hip Hop na Veia Pela Vida 2011, em Betim/MG – 25/09/11

14 – Seminário de Cultura Negras Raízes, em Contagem/MG – 30/09/11

15 – Centro de Internação Sta. Helena, em Belo Horizonte/MG – 04/11/11

16 – Seminário Cultura Negra na Perspectiva da Cultura, do Gênero e da Juventude, em Contagem/MG – 05/11/11

17 – 17º Hip Hop em Festa – Zona Leste de São Paulo – 26/11/11

18 – Primeira Mostra de Literatura Periférica de Praia Grande/SP – 11/12/11

Enfim, continuemos!

Um abraço carinho a todos vocês.
DECLAMAÇÃO DA POESIA ESTUDO DE CASO: http://www.youtube.com/watch?v=YBXD_b2Xj44

terça-feira, 15 de maio de 2012

sábado, 12 de maio de 2012

The Life is a Ferris Wheel

Life, life. Live the life all day.

Same in days of crisis.
The Ferris Wheel stop: people go up. 

...More people...

In down or in top: we do not have security

In top: I look well
In down: I feel the eart.


Fonte da Imagem: http://ovitorpalmeiras.blogspot.com.br/2012/03/da-eterna-roda-gigante.html





quarta-feira, 9 de maio de 2012

'RASGO'

Rasgo tua boca com um beijo molhado e quente,
Rasgo tua roupa,
Rasgo teu corpo,
Rasgo tua alma.
"...Calma..."
Calma nada, é desejo.

terça-feira, 8 de maio de 2012

Frases de Antunes


"Quem ama e é amado vive melhor"

Imaginem essa frase numa voz firme e bem alta.

Pois é, Antunes disse isso hoje à tarde para as pessoas que passavam perto dele.

"Não sei onde está o meu amor. As minhas melhores declarações
foram feitas no bar: não sei onde o meu amor está."







Café

O vapor do café faz bem para os meus pulmões.

Uma forma de combater o frio.
Frio enquanto tempo, enquanto clima.

O frio é verbo nesse dia.





segunda-feira, 30 de abril de 2012

FOME E OUTRAS COISAS

Ninguém melhor do que o faminto para explicar o que é a fome.

"Os teóricos criam calçadas para os pensamentos e avenidas para as ideias."


Caramba, ouço vocês:


"É preciso, sobretudo, compreender a nossa incompreensão, a nossa resistência em compreender o outro como agente de reprodução da iniquidade que o vitima e ao vitimá-lo nos vitima também. Porque no fim, na prepotência de querer libertá-lo, o que queremos é nos libertar, num certo sentido, nos libertar dele. Porque não estamos propondo a construção do novo – apenas a extensão a ele do que já é velho, dos mecanismos de reprodução das relações sociais e não de produção de novas relações." (Martins, 2002, p. 45).




"O senso comum é comum não porque seja banal ou mero exterior conhecimento. Mas, porque é conhecimento compartilhado entre os sujeitos da relação social. Nela o significado a precede, pois é condição de seu estabelecimento e ocorrência. Sem significado compartilhado não há interação.”
Martins, 2008, p. 54).

quarta-feira, 25 de abril de 2012

"Gosto"

Gosto de ver o Santos jogar.

Gosto de fazer café para os meus convidados.

Gosto de gostar.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

DOUTOR EM SENSIBILIDADE

... sentado num banco de madeira ao lado de um copo de café derramado no chão...

O cheiro do café me lembra Minas, as Gerais também.

A minha defesa foi ontem, foi hoje, será amanhã, melhor dizendo, sempre será.

Sou Doutor em Sensibilidade.
Formei na/da vida, me formo, me torno todos os dias
Possibilidade de alguma coisa.

Possibilidade de andar e de escrever essas palavras.

... ouço sem querer uma conversa sobre Copenhague...

...

sábado, 14 de abril de 2012

Economias das Almas

Vento. Não é vento, é frio.
Frio. Não é frio, é sentimento.
Sentimento. Não é sentimento, é pensamento.
Pensamento. Não é pensamento, é outra coisa.
Coisa. Coisas.

Palavras soam bem em tempos de crise econômica.

Sou especialista em Economias das Almas.




sexta-feira, 23 de março de 2012

quarta-feira, 21 de março de 2012

ESTIVE COM ANTUNES

Encontrei com Antunes ansioso para ouvir as suas histórias.

Antunes anda pelas ruas com muita propriedade, mesmo sem escritura.
Ele conhece os labirintos das ruas...

Antunes me disse que tomou sopa na noite anterior.
Ele me disse também que correu do Estado na manhã de hoje.

Antunes escreveu uma carta de amor apenas com vogais.
Ele pediu para eu ler.

Lerei.

segunda-feira, 5 de março de 2012

AMOR DE ANTUNES

Antunes dorme como um 'anjo de rua',
Disse estar amando.

Um amor marginal...

Conseguiu flores:
Pegou no cemitério.

Marcamos um encontro para conversamos melhor sobre essa relação.

Será amanhã, às 19h30, na Av. São João.

APRESENTAÇÃO NO EVENTO: POESIA É DÁ HORA, MANO!


Salve a todos e a todas...

Nesse dia (25/02) fiquei pensando no que iria cantar/declamar.
Até a hora que haviam me chamado eu não sabia o que iria apresentar, rs.
"Os versos se escolhem, e saem.
O meu compromisso é permiti-los."

O produto dessa apresentação (o RAP e a poesia Desejo) é um pouco do que
estará nas ruas nós próximos meses.

Paz a todos!

domingo, 4 de março de 2012

COMUNICAÇÃO


Minhas palavras são simples. 
Uso a linguagem do meu corpo para produzir outras linguagens.
"Uma mão lava a outra",
 'Uma mão fala com a outra',
'Uma mão ouve a outra'.

Fonte da imagem: http://antropocentria.wordpress.com/tag/ouvidos-de-presente/

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

UMA CRÍTICA

Disputa de classe,
Em todos os períodos da humanidade.

Brasil (respiro fundo)

Leio Soares.
Logo, tenho novos ares.

Questão de mentalidade,
Pobreza, sofrimento, desigualdade.

A tia grita justiça com a boca cheia de ódio.
O 'monstro' cresce muito num raio de 30 anos.

Pobres e ricos,
A voz do judiciário é mais doce com este último.

Os Direitos Humanos são vistos por muitos com uma mãe que não 'enxerga' os erros dos filhos.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

                                                


"Quem não compreende um olhar, 
tampouco compreenderá uma longa explicação."

   (Mário Quintana)

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

NÃO DESISTA

Pode chover forte,
O cinto pode arrebentar,

O ônibus pode passar no momento em que você estiver virando a esquina,
E, mesmo você numa corrida desesperada, mesmo com o motorista vendo pelo
Retrovisor a sua luta para embarcar no ônibus, ele pode acelerar.

Ou, o pneu do carro pode furar (reserva vazio).

Toda luta pede lágrimas, guerreiros e guerreiras!
Mas, também, não significa que você tenha que sofrer para merecer vitórias.

Nem toda conquista é por  merecimento.
Lágrimas servem para um tanto de coisa, uai!

NÃO DESISTA.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

MEUS

Meus textos saem de mim,
mas nem todos habitam em mim.

Conheço os meus heterônimos no cotidiano
de São Paulo e de Minas.

Maria, July, Antunes, entre outros.

Faço bom uso da minha imaginação,
assim, consigo enxergar o não-concreto.

Por que os seus olhos brilham agora?

ANTUNES

Olhos vermelhos,
Cigarro nos dedos.

Antunes anda pelas ruas como se estivesse em casa.

Um assistente social, um psicólogo, um policial.

Antunes já foi abordado por todos esses. 

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

ÁRVORES

Sem folha, sem fruto, sem vida.

Sem chuva, sem ar, sem vitamina.

Sem...

Cem...


MEUS AMIGOS (Parte II)

Meus amigos tomam vinho envelhecido,
Meus amigos vão ao cinema e ao circo.
Meus amigos comem pizza e macarronada,
Meus amigos contam histórias e piadas.
Meus amigos falam do Galo e do Cruzeiro,
Meus amigos gostam de azul e de vermelho.
Meus amigos usam OI e TIM,
Meus amigos lembram de mim.

domingo, 19 de fevereiro de 2012

sábado, 18 de fevereiro de 2012

DAMA DA NOITE

Madrugada de São Paulo,
Um perfume me chama a atenção.

Era ela.

Alta, perfumada, doce e misteriosa,
Atraente, sorridente, quente e vaidosa.

Desperta o  meu olfato, muda minha saliva,
Me chama, me convida. Feliz é o solo que te cultiva.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

SOU JULY

AR,

PRECISO RESPIRAR AR,
TENHO RESPIRADO VENENO,
ESTOU MORRENDO...

ALGUÉM ME GRITA: "JULY, O SINAL ESTÁ FECHADO."
EU SOU JULY, EU SOU O SINAL.

O MEDO TEM MEDO DE MIM,
O FIM PEDE COMEÇO DE MIM,
E ASSIM, A VIDA TEM OUTRO SENTIDO.

SOU JULY.

COOPERIFA, um salve!

Estava no Tamanduateí, então, daí resolvi ir.
Pinheiros, Grajaú, Socorro.
Bus: Jardim Ângela.

Cheguei. 
A minha primeira vez.

Poetas, Poetizas, Críticos, Rappers, Pensadores,
Praticantes de amores, militantes contra as dores.

Comunidade forte,
Forte comunidade.

Cooperifa, um salve!



terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

"MARIA"

A mente de Maria não para de pensar.
O passado anda na sua frente.

Inquietude, acessos, pensamentos: desespero.
A lágrima amarga sai do rosto e não do espelho.

E o espelho já está cansado...

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

"MEUS AMIGOS"

"Meus amigos estão envelhecendo...
Envelheço junto com eles...

Meus amigos me chamam de vários nomes...
Cada um por um motivo...

Alguns amigos são irmãos,
Alguns amigos são inimigos.

A diferença está no crescimento,
O crescimento é percebido nas vistas.

Alguns amigos estão cegos,

outros:

Enxergam demais."

sábado, 4 de fevereiro de 2012

MONTE

Um monte de rua,
Um monte de gente,
Um monte de pedra,
Um monte de mato,
Um monte de noite.

"SOMOS PUTAS"

"Não vendo o meu corpo, apenas, dou prazer ao teu marido
que me procura, e, mesmo assim, você me chama de puta?!"

Tenho fé em Deus...
Faço as minha orações antes de ir para o trabalho, sim, trabalho.

Faço orações e assumo os meus pecados.

Você?!

Ora, peca e esconde, e ainda fala mal de mim?!

Talvez, você faz o que eu faço e 'não sabe',
Talvez, a diferença é que você não cobra, puta!"

sábado, 28 de janeiro de 2012

SÁNCHEZ

"Sánchez... 

Amores e terrores viveu...
Viveu transformações no inverno chileno.

Versos, ideias, desejos, decepções e dores...

Deixou-me cinco ligações não atendidas...

Cinco tentativas para não tomar veneno...

Venenou-se."

"Favela Representa" (Preto Cria)

" Toda mudança necessita de motivação" 

(Preto Cria - In: Favela Representa Feat. DBS e a Quadrilha)

PALAVRAS

"Às vezes, as palavras fazem mais do que as ações."

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

LEMBRANÇAS


Esperei alguns dias para escrever sobre um amigo, que, certamente, descansa em “Um Bom Lugar’’. Júlio conhecido como DJ ICE MAN.


                                                     



Conheci o DJ ICE MAN no início da década de 1990 na minha pré-adolescência por intermédio de minhas irmãs. ICE MAN era DJ do grupo de RAP Retrato Radical, um dos principais grupos da cidade de Belo Horizonte. Naquela época o grupo era formado por DJ ICE MAN, DJ Pooh, Canela Fina, Radical T e Mano África. Período que o grupo lançou o vinil ‘Seja Mais Um’ (1995).

                                                                
Às vezes, ICE MAN dormia lá em casa. Ele dormia no meu quarto e ficávamos horas conversando sobre RAP. Eu estava começando na cultura Hip Hop, então, ele me falava sobre os equipamentos, sobre as performances e tal. Um dia ele fez um desenho de uma pick up para me explicar melhor, confesso que não entendia muito bem, mas não falava com ele para não desapontá-lo. Além do RAP conversávamos sobre coisas simples da vida e coisas engraçadas. Ríamos muito durante a noite. Eu ria muito das piadas que ele me contava, principalmente, da piada do ‘Juca’.Tenho várias lembranças daquele período. Lembro de um dia quando fui acompanhar um ensaio do Retrato Radical na casa do DJ Pooh. Fiquei impressionado pelo esforço e pelo amor dos ‘meninos’ ensaiando. Muito empenho, espírito de grupo e comprometimento em fazer um RAP de qualidade. O ensaio era feito num quartinho apertado e eu ficava pensando como conseguiria entrar lá dentro! 


 
Bom, o tempo foi passando, eu fui crescendo... Fomos crescendo.

 
Assisti várias performances do ICE MAN juntamente com DJ Pooh no comando das pick up no grupo Retrato Radical. 

 

Lembro também do dia de seu casamento... Eu estava presente.
Neste mês corrente (janeiro de 2012) acordei com a notícia que ICE MAN tinha falecido. Foi um choque. Estava em MG a trabalho e pude ir ao velório e ao enterro.
Sem dúvida, o RAP Mineiro perdeu uma de suas referências. 

Tive a sorte de conhecer o Júlio e o ICE MAN. Um mano que lutava pelos seus sonhos!

Realmente, “a morte é um problema permanente”. (E. Morin)

Salve a todos!

VULGO ELEMENTO


quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

VEJO NAS RUAS

"Vejo nas ruas uma ‘tristeza alegre’ estampada nos sorrisos, nos ternos,

nos decotes e nas maquiagens das pessoas. 

É muita viagem... Alegre tristeza..."

(Vulgo Elemento)

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

FAVELA DO MOINHO: invisível para quem?


Uma fábrica e um moinho. Do outro lado um Viaduto. Entre eles, há trinta anos, a Favela do Moinho, região Central de São Paulo.

Favela do Moinho: invisível para quem?

Há uma linha de trem. Pessoas passam por ali todos os dias. Será que ninguém vê?
Uma comunidade invisível para o enriquecimento da elite. Invisível para o poder público.


No dia 22 de dezembro de 2011, parte da Favela do Moinho foi destruída por um incêndio que deixou mortos, feridos e sofrimento para os moradores. Foram 368 famílias atingidas pelo incêndio, segundo a Secretaria Municipal de Habitação da Prefeitura de São Paulo.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) moravam nessa comunidade 532 famílias, sendo 1.656 pessoas.

Favela do Moinho: uma favela no centro do abandono e distante da qualidade dos direitos sociais rezados na Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, no artigo 6º “São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição”.

Já que temos os direitos, por que não temos o que os direitos garantem na realidade?

Há várias respostas para essa questão a qual carece de um debate mais intenso. Porém, não querendo remetê-la a uma resposta curta e simples, pontuo que o acesso aos direitos, ou melhor, a forma do acesso e como ele é acessado interferem no processo de conquista e de efetivação dos direitos. No caso brasileiro, temos que fazer manifestações para provarmos que somos cidadãos ou que precisamos de cidadania. Cabe aqui uma reflexão sobre a cidadania no Brasil (Carvalho, 2010).

Temos um abismo entre o discurso e a prática. A pobreza e a miséria são rentáveis para os 'latifundiários historicamente contemporâneos'. Nas palavras de Mano Brown “O Brasil tem solução. É só dividir a riqueza.”


Também acredito que o Brasil tem solução, mesmo sabendo que dividir é uma ação inutilizável pela elite brasileira.

Ontem, dia 22/01/12, um mês após o incêndio, aconteceu na comunidade o "Festival Moinho Vivo". Um evento beneficente que teve por finalidade arrecadar doações para os moradores.

A saber, os convidados que fizeram apresentações (de acordo com flyer de divulgação do Festival) e os vários rappers e pessoas que acompanham e/ou promovem ações por meio da cultura Hip Hop que estavam presentes: Mano Brown, Edi Rock, Don Pixote, Dexter, Gregory-Total Drama, Nego Jam, Lino Cris, Ndee Naldinho, Crônica Mendes, Lindomar 3L, Gedson Dias, Jairo Periafricania, Du Corre, Emicida, Us Vagabundo Chic, Rincon Sapiência, Caos do Subúrbio, Q.I. Alforria, Rimatitude, Pacto de Vida, Ortiz, In. Formação de Atack, Interna Mente, James Bantu, Antônio Lord Boff, Massão, Pacto de Vida, M2D, D’ Quebrada, Rappin Hood, Filhos do Leão, Slim Rimografia e Thiago Beats, Maomi, Inquérito, Negredo, Rebelde e Sombra, DBS e a Quadrilha, Art Popular, Leci Brandão, Sampa Crew, Jéssica Balbino, Nina Fideles, Carlos Carlos Pereira, Milton Sales, JB e JD Jairo e vários outros.

Foi um evento que me fez lembrar a origem do Hip Hop e me fez pensar como a humildade faz do homem merecedor de suas conquistas por não se esquecer daqueles que precisam de ‘espelhos’ para vislumbrarem uma vida melhor.

O RAP é alimento. O RAP é a música que expressa a verdade de dentro do real diário das pessoas, principalmente, daquelas que sobrevivem nas periferias.

Isto é, de acordo com Dexter “Quer conhecer o povo? Ame o RAP.”

Essas simples palavras são de solidariedade e de luz para os moradores da Favela do Moinho.


Um salve!

"Não é qualquer um que pisa no barro mesmo vindo dele."

Vulgo Elemento
Fonte:  http://estadao.br.msn.com/fotos/implos%C3%A3o-em-sp-1
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...